Abraji

Abraji

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Jorge Dantas com o diploma de vereador
Vereador de Japeri é investigado pelo Ministério Público


O Ministério Público Eleitoral do Rio de Janeiro investiga o vereador de Japeri Jorge Dantas (PT), por abuso de poder econômico. Na Ação de Investigação, o MPE pede a declaração de inelegibilidade, a cassação do registro da candidatura de deputado estadual e a cassação do diploma de suplente. A ação do MPE teve início com uma denúncia postada no site “youtube”. No vídeo, numa carreata da campanha eleitoral do então candidato a deputado Dantas, foi filmada e após o encerramento, motoqueiros e motoristas são flagrados juntamente com o então chefe de gabinete de Dantas na Câmara Municipal de Japeri, Wellington de Melo, fazendo pagamentos aos participantes. No flagrante, Melo aparece com um “paco” de notas de R$ 50. Segundo informações coletadas no processo com exclusividade por este blogueiro, o MPE já notificou o vereador por via postal no último dia 26. De acordo com o procedimento, Dantas, como é conhecido em Japeri, terá cinco dias para apresentar a sua defesa. Em relação ao pedido de cassação de candidatura e diploma, o vereador não terá maiores problemas. Não foi eleito e sequer recebeu o diploma, (obteve 4.152 votos) e ficou na 15ª suplência no PT. Provavelmente não assumirá o mandato de deputado. O problema está no pedido de inelegibilidade: Caso Dantas seja condenado, poderá ficar inelegível por oito anos, enterrando seus projetos para uma futura reeleição a vereador. Começam a surgir comentários da possível desistência de Dantas em concorrer novamente ao cargo. Será? Vamos aguardar os próximos capítulos. Em tempo: O relator do processo agora é o juiz Luiz Márcio Pereira, recentemente eleito corregedor do TRE-RJ. Estou disponibilizando para vocês, com exclusividade, o pedido do Ministério Público Eleitoral e ainda o polêmico vídeo que foi postado no youtube.

video
                                           

Página inicial

Abuso do Poder Político
Os Fatos e Abuso do Poder Econômico